Terça-feira, 10 de Março de 2009

A importância de saber chegar a casa a horas...

A Paula enviou-me este email que eu tenho que forçosamente postar aqui no blog...

São os "nossos voluntariados caseiros" ... nada mais nada menos como a caridade...devem começar em casa!

 

Mário Cordeiro, pediatra, disse  numa conferência organizada pelo Departamento de Assuntos Sociais e Culturais da Câmara Municipal de Oeiras, que muitas birras e até problemas mais graves poderiam ser evitados se os pais conseguissem largar tudo quando chegam a casa para se dedicarem inteiramente aos seus filhos durante dez minutos.

Ao fim do dia os filhos têm tantas saudades dos pais e têm uma expectativa tão grande em relação ao momento da sua chegada a casa que bastava chegar, largar a pasta e o telemóvel e ficar exclusivamente disponível para eles, para os saciar. Passados dez minutos eles próprios deixam os pais naturalmente e voltam para as suas brincadeira

Estes dez minutos de atenção exclusiva servem para os tranquilizar, para eles sentirem que os pais também morrem de saudades deles e que são uma prioridade absoluta na sua vida.

Claro que os dez minutos podem ser estendidos ou até encurtados conforme as circunstâncias do momento ou de cada dia.

A ideia é que haja um tempo suficiente e de grande qualidade para estar com os filhos e dedicar-lhes toda a atenção.

Por incrível que pareça, esta atitude de largar tudo e desligar o telemóvel tem efeitos imediatos e facilmente verificáveis no dia-a-dia.

Todos os pais sabem por experiência própria que o cansaço do fim de dia, os nervos e stress acumulados e ainda a falta de atenção ou disponibilidade para estar com os filhos, dão origem a uma espiral negativa de sentimentos, impaciências e birras.

Por outras palavras, uma criança que espera pelos pais o dia inteiro e, quando os vê chegar, não os sente disponíveis para ela, acaba fatalmente por chamar a sua atenção da pior forma.

Por tudo isto e pelo que fica dito no início sobre a importância fundamental que os pais-homem têm no desenvolvimento dos seus filhos, é bom não perder de vista os timings e perceber que está nas nossas mãos fazer o tempo correr a nosso favor.

 

in Boletim da Acreditar

Importante. Reenviem e leiam, mesmo não tendo filhos...

 

 

publicado por Nucha às 10:55
link do post | comentar | favorito
16 comentários:
De cb a 10 de Março de 2009 às 11:10
Pois !
Está-se mesmo a ver que a esmagadora maioria dos pais chegam a casa e os filhos estão lá à espera deles, acompanhados da criada que devidamente fardada os foi buscar à escola, deu-lhes o lanche e o banhinho e ei-los prontos para o jantar, também este já feito e pronto a ser servido na casa de jantar onde uma mesa de duplo pé de galo rodeada de seis cadeiras com assento de palhinha, com toalha e guardanapos de linho sustenta o serviço Vista Alegre e os talheres de prata herdados da Avó.
Pois ! Está-se mesmo a ver que a minoria dos pais deste país são mas é uns grandes invejosos !

De Nucha a 10 de Março de 2009 às 13:41
CB ,
Tenho pena que o seu comentário seja tão irónico!!! Isso significa que não entendeu o que o pediatra quis dizer...tem a ver com a nossa disponibilidade enquanto pais e é enquanto pais que temos que nos capacitar que os filhos precisam de nós e do nosso tempo...
Abraço e menos azedume!
De Rita a 10 de Março de 2009 às 15:27
Adoro este pediatra. Éexcelente!
De cb a 10 de Março de 2009 às 17:57
NUCHA,
O irónico, o abraço e o azedume estão aceites.
Agora não me chame de estúpido.
Admiro as pessoas que mantém estes espaços de comunicação e se dispõe a abri-los a desconhecidos e ainda mais quando lhes dão a importância de uma resposta, como foi o caso. Só pode ser boa pessoa.
Já tenho uns aninhos de vida em cima, tantos que o meu pediatra foi o Pai do Mário Cordeiro (também assim chamado) e depois do que aptrendi com os filhos que tive, vi que errei mais vezes do que as que deveria ter errado.
Já paguei bem caro por isso.
Felicidades para o blog
De Nucha a 10 de Março de 2009 às 22:32
CB,ainda bem que aceitou o irónico, o abraço e o azedume...fico satisfeita por isso! Mas longe de mim de o chamar de estúpido!
Disse-lhe que não entendeu (acho eu!) o que o pediatra quis dizer e em que contexto o diz...pelo menos pelo seu comentário!
Quanto ao espaço de comunicação que é o TCC posso dizer-lhe que também é a primeira vez que tenho esta experiência mas que estou a adorar...Como se percebe este blog é uma ideia e um projecto que só pode andar se houver colaboradores...Quanto á importância da resposta, como foi o caso (CB sic) faço-o porque sinto que este espaço é meu e por isso o devo cumprimentar...é como se entrasse em minha casa, entende? Eu, pelo menos assim o sinto!!!
Agora não posso dizer que o azedume, mais do que o irónico, me deixou desconfortável e triste até!
Também tenho filhos, um deles adolescente, e sei e sinto que muitas vezes não lhes dei esses 10 minutos sem telemóvel e de disponibilidade total.
De 10 minutos...mas também sei que apesar disso os amo e dei 10 minutos de outra forma...e também já errei e pago caro, como todos, os erros que cometo!
Mas é disso que a vida é feita e não dá para voltar atrás...
Volte ao TCC!!! É sempre bem vindo até com azedume!
Abraço!
De cabelosnoar a 10 de Março de 2009 às 11:17
Pensando um pouco, acho que faz todo o sentido.
O meu pipoca está sempre ansioso pela minha chegada, e mal me vê corre desalmadamente para mim, abraça-me e grita Mãe Mãe.
Já cheguei à conclusão que ele adora brincar com a mãe e não há sem duvida melhor coisa na vida do que o riso de uma criança.
De Nucha a 10 de Março de 2009 às 13:43
Olá cabelosnoar!
Tenho pena de não poder entrar no seu canto...
Pois é...se tiver-mos um pouco de tempo percebemos que não há nada melhor do que eles terem saudades nossas...e isso passa rápido posso afirmar!!!!
De cabelosnoar a 10 de Março de 2009 às 15:58
Sou iniciada nestas coisas dos blogs e não percebi porque não consegue entrar no meu "canto" . Está alguma coisa mal??

Hoje almocei com uma Amiga que perdeu há um mês um sobrinho ainda bébé, e ao ouvir o relato do sofrimento de toda a familia e em especial dos pais cheguei há conclusão que nos queixamos de barriga cheia . Vivam as birras !
De Nucha a 10 de Março de 2009 às 22:11
cabelosnoar,não entro no seu canto porque diz que o perfil é privado...
Será que se mandar link eu consigo?
Vivam as birras...é verdade!!! Digo exactamente o mesmo...falamos de barriga cheia!!!
Um Abraço e volte sempre!
De Mini a 10 de Março de 2009 às 22:47
AVISO AOS TRIPULANTES DO 3 CHÁVENAS:
Vamos ajudar a Comandante Nucha lembrando-nos do aniversário da Tixa e enviando um postal conforme o desafio proposto a 5 de Março.
O Postal deve ser enviado para a casa das meninas:
Eliane Patrícia (Tixa)
Rua do Outeiro da Saúde, 12
2900 Setúbal

Não custa nada... e fará toda a diferença...
Beijos
De mafalu a 11 de Março de 2009 às 01:46
Nucha:conheço alguem que quer dar livros infanto/juvenis do filho. Acha que podem ser úteis? Enviaria juntamente com as cápsulas de nespresso...já enviei o meu mail.abraço da Mafalu.
De Nucha a 11 de Março de 2009 às 21:39
Mafalu,
Não recebi o seu endereço de email...deixo o meu pnogueir@gmail.com para o caso de ter havido algum engano.
Claro que os livros são bem vindos...vamos fazer campanha para os livros por isso quando quiser enviar...
Um abraço!
De Farroscal II a 11 de Março de 2009 às 20:38
Eu acho que comigo vai ser ao contrário. A minha vai é fazer birra para eu a deixar em paz. Esse é um cuidadoi que eu tenho. A primeira coisa que faço ao chegar casa é precisamente ir brincar com a minha filha de seis meses e "conversar" muito com ela (ela é uma óptima ouvinte). Quando chego a casa e ela me vê, a primeira coisa que ela faz é abrir aquele sorriso lindo para mim... quem resiste? Só espero que daqui a seis anos eu continue do mesmo jeito e com a mesma paciência. É que agora é tudo muito novo e uma experiência fantástica.
Excelente Blog. Abraço
De Nucha a 11 de Março de 2009 às 21:42
Farroscal,
Eu digo sempre para aproveitar os filhos enquanto são pequenos...o tempo parece "um fósforo" e não podemos perder pitada!!!! A paciência por vezes tem dias...eheheheh
Venha sempre!
Abraço
De KontaK_ToS a 11 de Março de 2009 às 20:44
Boas!
Apesar de nunca termos intervido de forma "directa" neste projecto, sentimo-nos como parte da Família! Obrigada por nos proporcionarem esta partilha!

Sou mãe do Diogo! E já fui de muitos mais meninos, enquanto professora!
É certo que, diariamente, me deparo com os problemas com que a maioria dos pais se debate, entre eles, a falta de tempo para acompanhar os filhos!
As escolhas feitas são uma opção nossa, só nossa!
No meu caso particular, optei por prescindir de algum excesso de conforto e, hoje, consigo acompanhá-lo da forma que eu quero!
Não deixou de ser criança, e como tal, tem as suas necessidades e as formas bastante peculiares de as demonstrar!
Mas foi a minha opção! Não crio expectativas para o seu futuro, ou seja, em troco disto eu quero aquilo! E quando não acontece fico frustrada ! Não! Tento não o fazer! Pois a desilusão manifestar-se-á, mais tarde ou mais cedo!
Na psicologia, isto é bastante fácil de analisar! Até dão uns nomes todos pomposos!
No entanto, eu cá vou aprendendo com a escola da vida, ... comigo e com os outros, numa constante partilha de experiências, amizade, amor, ... Sacrifício , a maioria das vezes! Dar e receber, nomes que estão hoje muito em voga!
Aceito o que cada um quer para si, seja isso o que for, seja ele quem for! E apoio na medida do possível, todos aqueles que estão mais condicionados na escolha do seu livre arbítrio!

Eu e o meu pequerrucho já fizemos o postal para a Tixa e Sexta, dia 13, estará aí!

Conclusão: Em algumas circunstâncias, é vital relembrar que ... nem todas as pessoas gostam de amarelo!

Obrigada!
Muito obrigada!
Muito amor e luz!

A...A
De Nucha a 11 de Março de 2009 às 21:51
Não interviram ainda...porque já o estão a fazer!
Bem vindos a esta familia!
A vida é complexa e cheia de opções que não podemos evitar...e a nossa escola de vida aqui revela-se muito importante!!!
Volte sempre...
Abraço!

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 24 seguidores

.pesquisar

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Subscrever por email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

As fotos publicadas neste blog não são, na sua maioria, da minha autoria. Inspiro-me simplesmente quando vejo algumas e guardo-as. Uso-as quando elas permitem expressar o que sinto ou quero dizer. Espero que sejam tão inspiradoras para si como o são para mim. Se for autor de alguma das fotos que se encontram neste blog, cujo principal fundamento é a solidariedade, agradeço que me contacte para poder colocar o seu nome com os devidos créditos de autoria, ou se preferir posso retirá-la,basta enviar-me um e-mail ou deixar um comentário.
blogs SAPO

.subscrever feeds