Segunda-feira, 29 de Março de 2010

Crónicas da Sala de Espera...

A minha amiga Cristina num comentário aqui no blog falou do Pedro Beça Múrias e da sua história de vida.Falou do livro "Crónicas da Sala de Espera".

Deixou-me este texto:

De deixar de se sentir na escuridão.
De começarem a ver que pode haver flores que se atravessam no seu caminho.
E que milhares e milhares de quilómetros de travessia que leva a vencer uma doença, podem afinal ser, não um deserto, mas um jardim.
Um jardim perfumado pela amizade.
Por olhares que brilham e nos sabem dar a mão quando nos adivinham uma lágrima.
Um jardim com seres mágicos que nos empurram quando hesitamos dar um passo.” Pedro Beça Múrias
Fiquei com a "orelha no ar". Fui pesquisar.E também encontrei um blog com o mesmo nome!

Depois em conversa com a Fátima falei-lhe no comentário da Cristina e a Fátima disse-me que sempre ouviu todas  as crónicas e contou uma história que eu não esqueço.

Fátima, vais desculpar-me a inconfidência!

Ela ouvia as crónicas sempre pelo rádio do telemóvel, a caminho de casa, em transporte público.

Um dia  estava ela  lavada em lágrimas com o testemunho do Pedro que, a senhora que ia ao lado dela lhe perguntou se se estava a sentir bem ou o que se estava a passar...ao que ela respondeu: "Estou a aprender a viver"!

Está tudo dito!

Já li e gostei de muito e "continuo a aprender a viver" tal como a Fátima e todos nós!

Deixo a sinopse. Aconselho vivamente a leitura.

 

Pedro Beça Múrias, tem 47 anos e é jornalista. Em Dezembro de 2008 foi-lhe diagnosticado um cancro no recto. E logo se lhe colocaram no horizonte tratamentos de quimioterapia e radioterapia, antecipando uma operação para remover o tumor. Essa operação aconteceu a 27 de Abril de 2009. Motivado pelos colegas do programa Janela Aberta, emitido todas as tardes no Rádio Clube Português, passou a assinar umas crónicas diárias - "Crónicas da Sala de Espera" - nas quais contava o seu dia-a-dia como jornalista, e como doente de cancro, nos hospitais onde fez os tratamentos. Chegou mesmo a fazer alguns directos da sala de tratamentos de Quimioterapia, usando o braço que tinha livre para falar ao telefone.

Quando, na Gala do Rádio Clube, realizada em 2009, foi aplaudido de pé por dois mil ouvintes, durante vários minutos, sentiu que todo o seu esforço, pois disso se tratou, estava a valer a pena.
Estava a chegar às pessoas.
Enquanto isso, não parou de receber e-mails de ouvintes, ora a agradecer-lhe por existir uma voz mediática com quem se podiam identificar, alguém que estava a passar e a sentir o mesmo que eles, ora a incentivá-lo a continuar.
Mesmo depois da operação, fez mais alguns directos deitado na cama do hospital. E no dia em que teve alta, entrou em directo no programa Janela Aberta, tendo passado pelos estúdios antes até de ir para casa, após dois meses e meio de internamento.
Hoje, passado um ano desde o início da sua luta contra a doença, pode dizer-se que a levou de vencida, apesar de alguns sobressaltos ocorridos no pós-operatório.
Quanto ao futuro, se o Cancro voltar, "cá estarei de novo para lhe dar luta! "…

publicado por Nucha às 02:53
link do post | comentar | favorito
23 comentários:
De Joana Freudenthal a 29 de Março de 2010 às 18:47
E eu onde é que oiço????????????????
De Nucha a 29 de Março de 2010 às 22:57
Joana, 
Descansa que chega até nós...se quiseres o livro envio-te para leres!
Bjs
Nucha

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 24 seguidores

.pesquisar

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

As fotos publicadas neste blog não são, na sua maioria, da minha autoria. Inspiro-me simplesmente quando vejo algumas e guardo-as. Uso-as quando elas permitem expressar o que sinto ou quero dizer. Espero que sejam tão inspiradoras para si como o são para mim. Se for autor de alguma das fotos que se encontram neste blog, cujo principal fundamento é a solidariedade, agradeço que me contacte para poder colocar o seu nome com os devidos créditos de autoria, ou se preferir posso retirá-la,basta enviar-me um e-mail ou deixar um comentário.
blogs SAPO

.subscrever feeds